Avançar para o conteúdo

Natal pelo Mundo

O Natal é comemorado em todo o mundo, mas as comemorações da ocasião variam conforme as especificidades de cada país.

Portugal

Num país predominantemente católico como Portugal, o Natal tem fortes tradições. As famílias se reúnem na noite de 24 de dezembro para a véspera de Natal, quando o prato tradicional é o bacalhau. O peru recheado é dia 25. No norte, a lula também é tradicional. Doces como filhoses e cortes dourados são populares em todo o país. Os presépios têm uma forte tradição de norte a sul do país. No Algarve, por exemplo, costuma-se montar um presépio numa escada, com o Menino Jesus de pé no topo, rodeado de laranjeiras, flores e centáureas.

Espanha

Apenas no dia 6 de janeiro, os espanhóis trocam presentes, mas na véspera de Natal, noite de 24 de dezembro, as famílias também se reúnem para a consoada e depois assistem à tradicional missa da meia-noite. Na mesa de Natal encontram-se presunto Pata Negra, mariscos e peixes, paelha, borrego assado, torrone (amêndoa e doce de açúcar) e roscón de reyes, semelhante ao nosso bolo-rei.

Itália

É uma festa decididamente religiosa do Natal e a maioria das famílias assiste à missa da meia-noite. Como na Espanha, é preciso esperar o dia 6 de janeiro para abrir os presentes. Na mesa de Natal italiana são vários os pratos de peixe, nomeadamente enguias e bacalhau, massas, peru recheado e panetone, um original doce natalício milanês que já se espalhou por todo o país.

Alemanha

A Tradicional árvore nasceu aqui.

As coroas do Advento são típicas e as quatro velas que as compõem devem ser acesas individualmente nos quatro domingos antes do Natal. Pratos de carne de porco, salsichas, salsichas e salsichas são comuns.

Muito popular é o stollen feito de uvas, amêndoas e cerejas, que se assemelha a um bolo-rei bastante alongado em forma de torta.

França

Como em outros países europeus, as famílias católicas assistem à missa da meia-noite e depois se reúnem à mesa para jantar. A culinária muda muito de região para região. Em Paris, por exemplo, o prato mais tradicional é feito com ostras, enquanto na Alsácia o ganso é o prato preferido. O peru assado com castanhas cozidas também é muito apreciado no país.

Reino Unido

Crianças penduram meias perto da lareira para o Papai Noel colocar os presentes depois de descer pela chaminé. Os presentes são abertos na manhã do dia 25 de dezembro. Na gastronomia, o pudim de ameixa é um doce muito típico desta época do ano.

Suécia

Faz muito frio no Natal neste país europeu e as crianças acreditam que os duendes lhes trazem presentes de Natal. Nos países escandinavos, que incluem Suécia, Noruega e Finlândia, entre outros, as comemorações começam no dia 13 de dezembro, quando é celebrada a Santa Lúcia. A filha mais velha acorda os pais com uma canção, além disso, coloca uma coroa de velas e veste-se de branco.

Finlândia

É a terra do Papai Noel e o Natal se passa no cenário que define o nosso imaginário infantil, com neve na rua e uma lareira acesa em casa. O abeto é a árvore de Natal. A troca de presentes acontece na noite de 24 para 25 de dezembro, quando a família se reúne para a refeição principal. O menu inclui uma variedade de purés (cenoura ou batata), salada de beterraba, salmão cru salgado, arenque e perna de porco assada.

A sobremesa inclui biscoitos de gengibre, creme de ameixa e doces com calda de frutas. Como está muito frio, é comum entre os finlandeses ir à sauna neste dia.

EUA

O cinema ajudou a criar a imagem do natal norte-americano no imaginário mundial, com canções da época tocando nas ruas e uma corrida às lojas para comprar presentes. Dentro das casas, enfeites com luzes, velas, árvores-de-natal, guirlandas e bonecos de neve completam o cenário. Diferentes tradições gastronómicas se refletem à mesa, já que os Estados Unidos abrigam uma grande diversidade de culturas.

Japão

Apesar de ser um país com uma fraca tradição católica, a celebração do Natal entre as crianças tornou-se popular e a troca de presentes, principalmente eletrónicos, já é bastante difundida. Em termos gastronómicos, os japoneses que celebram o Natal, têm importado hábitos ocidentais, como pratos de peru, por exemplo, mas também estão a trazer sushi e ‘sashimi’ para a mesa natalícia.

Austrália

E se fizesse 30 graus no Natal? Na Austrália, esta época do ano está associada a altas temperaturas e as famílias costumam comemorar a data com piqueniques e passeios à praia. Nas comemorações com vista para o mar, é comum ver Papais Noéis em pranchas de surf ou botes salva-vidas. A troca de brindes acontecerá no dia 25.

México

O México tem as tradicionais posadas, festas que acontecem de 16 a 24 de dezembro, nas quais é contada em detalhes a história de Maria e José, pais do menino Jesus.

A piñata é obrigatória nestas festas, uma brincadeira típica em que se pendura um pote de barro cheio de rebuçados, que as crianças vendadas (e também os mais velhos) tentam partir com um pau. Os mais bem-sucedidos ficam com os doces.

Uruguai

As famílias se reúnem na casa dos avós ou parentes mais velhos. A Picadita é uma tradição que consiste na preparação e degustação de aperitivos frios, queijo, whisky, vinho, pedaços de borrego ou leitão antes do jantar e na véspera de Natal.

Brasil

Outro país onde o Natal acontece no verão. Muitas vezes, os presentes são trocados por meio de um amigo secreto. As canções natalinas não fazem parte das tradições natalinas brasileiras, mas o peru já faz parte da mesa de natal, acompanhado de frutas tropicais.

África

As mesas dos cabo-verdianos costumam servir guisado, os moçambicanos preferem o cabrito assado e os angolanos apreciam os pratos vegetarianos com mandioca. Muitas famílias fazem a festa de Natal ao ar livre porque faz calor.

3.9 / 5. Votos: 13

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este posto.

Partilhar este artigo