Avançar para o conteúdo

História, criação da FIFA (Federação Internacional de Futebol) e presidentes

Segundo dados da Infopédia, o acrónimo “FIFA” significa Fédération Internacionale de Football Association. Este órgão institucional foi fundado em 1904, na cidade de Paris pelas federações da França, Bélgica, Suíca, Suécia, Espanha, Países Baixos e Dinamarca. A necessidade da fundação de um órgão como a FIFA nasceu da necessidade de haver uma maior regulação dos jogos disputados entre seleções, que tiveram o seu início durante o séc. XX. Muitos devem questionar o porquê da Inglaterra não estar marcada como um dos países que contribuiu para a fundação da FIFA. A Inglaterra não participou na fundação deste órgão, porque já tinha a sua associação de futebol (Football Association), que regulava as provas em “terras de sua Majestade”. Todavia, passado um ano a Inglaterra acabou por ingressar na FIFA, o que deu mais força à associação.

            A FIFA alcançou o monopólio do poder dentro do mundo futebolístico. A primeira grande prova que a FIFA organizou foi o Mundial de 1930, no Uruguai, prova de onde os anfitriões saíram vencedores.

            Atualmente a FIFA é a entidade máxima do futebol, que organiza o Mundial de 4 em 4 anos e supervisiona o futebol mundial e trabalha em parceria com a UEFA para a organização de competições internacionais de clubes, como a Champions League e Liga Europa (antiga Taça UEFA). O trabalho desta instituição é marcado pela colaboração com várias confederações, como é o caso da AFC, na Ásia, CAF, na África, CONMEBOL na América do Sul, CONCACAF, nas Caraíbas e América Central, OFC na Oceânia, além da UEFA, na Europa.

            A instituição FIFA foi, e é uma força motriz para o desenvolvimento do futebol. Levou este desporto a uma magnitude mundial, sendo considerado o “desporto rei” por muitos amantes da modalidade. Depois disso, juntou-se à emoção do futebol as casas de apostas, que começaram também a formar um mundo em torno do desporto.

Presidentes

            Segundo o site da FIFA houve 8 presidentes que passaram pela instituição até à data. Como a Casas de Apostas 24 se preocupa em conhecer as estruturas, infraestruturas e associações que regem o futebol mundial, iremos inumerar abaixo cada um dos presidentes que passou por esta enorme instituição e descrever um pouco acerca de cada um.

Robert Guerin

            O francês foi o primeiro presidente da FIFA, e esteve a presidir a instituição durante 2 anos. Era jornalista do jornal Le Matin. Estava envolvido no futebol através do seu papel de secretário no Departamento da Inião de Sociedades Francesas. Foi ele que trouxe a Paris os representantes das federações dos restantes países que fundaram a FIFA, com o objetivo da fundação deste órgão de futebol.

Daniel Burley Woolfall

            O inglês presidiu a FIFA durante 12 anos. Teve um papel preponderante na criação de regras a nível internacional, e também trabalhou na nova Constituição da FIFA. Ajudou na criação dos primeiros Jogos Olímpicos de Londres em 1908. Morreu enquanto presidente da FIFA.

Jules Rimet

            O francês dedicou grande parte da sua vida à FIFA. Presidiu a instituição durante 33 anos. Num cenário pouco depois da 1.ª Guerra Mundial, o grande objetivo de Jules Rimet era reaproximar as nações através do desporto. Durante o seu mandato os países a pertencer à FIFA aumentaram significativamente, tendo passado de 20 para 85 nações. Retirou-se aos 80 anos de idade e foi o 1.º Presidente Honorário da instituição.

Rodolphe William Seeldrayers

            O belga esteva apenas 1 ano ao serviço da presidência da FIFA. O advogado ajudou à criação da Associação de Futebol Belga. Foi vice-presidente da FIFA durante 27 anos, e assumiu o cargo de presidente quando Jules Rimet se retirou. Foi presidente durante o Mundial de 1954, assistiu ao 50.º aniversário da instituição, e morreu no seu escritório enquanto presidente.

Arthur Drewry

            O inglês assumiu o lugar de Seeldrayers após a sua morte, tendo conseguido ser eleito após 6 meses. Esteve na presidência durante 6 anos. Seguiu o caminho de Jules Rimet, ao tentar trazer as associações britânicas de volta à FIFA. Também foi presidente da Associação Inglesa de Futebol. Morre aos 70, enquanto presidente da FIFA. Presidiu o Mundial da Suécia em 1958.

Sir. Stanley Rous

            O inglês teve impacto no mundo do futebol dentro e fora dos relvados. Foi árbitro e secretário da FA inglesa, onde ajudou a reescrever as regras do jogo. Diplomata paciente, conseguiu trazer as nações britâncias de volta à FIFA em 1946. Foi no seu mandato que o Mundial se tornou um espetáculo à escala planetária, particularmente no Mundial de 1970, no México, cuja final foi transmitida ao longo do planeta a cores. Foi presidente durante 13 anos.

João Havelange

            Foi o único presidente sul americano da FIFA até à data. Esteve na presidência cerca de 24 anos. No seu mandato, o formato do Mundial aumentou significativamente o número de equipas envolvidas. Um dos seus feitos foi envolver no cenário mundial equipas da Ásia, África, CONCACAF e Oceânia. Quando entrou para a presidência havia 12 funcionários na sede da FIFA; quando saiu esse número decuplicou. Deu início aos mundiais de sub-17 e sub-20. Também criou a Taça do Mundo Feminina, por volta dos anos 90.

Joseph Blatter

            O suíço esteve à frente da FIFA cerca de 17 anos. Foi com ele na presidência que a FIFA fortaleceu as suas atividades pelo mundo fora. A FIFA começou a ter mais impacto fora do relvado. Houve a criação de programas educacionais, de saúde e sociais.

3.9 / 5. Votos: 11

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este posto.

Partilhar este artigo