Avançar para o conteúdo

Olhar cúmplice

Estavam juntinhos num banco, sentei-me na ponta e sorri para os dois.

Aninhados retribuíram, eu meio encabulada disse, – gostava de saber a vossa história.

Olharam-se, um olhar cúmplice, e diz ela:

-A nossa história é normal menina, como tantas outras, é jornalista?

Pensei logo que o normal pode ser tão anormal, e respondi:

– Não, apenas uma curiosa, tenho um blog e gosto de escrever sobre histórias de vida.

– Escreva lá então que somos casados há 45 anos e não podemos viver um sem o outro.

Ao olhar para eles senti que era verdade, e disse:

– E acha isso normal?

– Claro que sim, para nós é, tão normal como ter sede ou fome, somos um do outro, é assim.

Sem resposta agradeci e fui à minha vida, a pensar em como a vida pode ser simples.

0 / 5. Votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este posto.

Partilhar este artigo