Avançar para o conteúdo

Sem palavras

Quando se apaixonou aos 18  anos nunca imaginou o que a vida reservara.

Fora obrigada a deixar a paixão para trás ao ir para um País distante, onde se voltou apaixonar, casou, teve dois filhos.

Agora de regresso, já sem marido, com os filhos com a vida estabelecida, regressou ao País que amava.

Encontrou-o, sozinho como que à sua espera,  perto do miradouro que muitos anos antes namoravam, reconheceu-o logo, e ele a ela.

Não precisaram de palavras, só sorriram, abraçaram-se e de mãos dadas trocaram confidências dos anos ausentes.

Ao olhar parecia que o tempo não tinha passado, tinham novamente 18 anos, no riso, no carinho e no amor um pelo outro.

0 / 5. Votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este posto.

Partilhar este artigo