Avançar para o conteúdo

Infância perdida

Luís tem 43 anos e saiu de casa com 16. Eram muitos irmãos numa aldeia deste País, passou a infância a trabalhar no campo, pouca comida para tanta bocas.

Veio para Lisboa trabalhar nas obras e conheceu a heroína.

A partir daí foi sempre a descer, conta a infância como se de uma historia de terror se trata-se.

Em miúdo viu o melhor amigo morrer afogado, a mãe a ser espancada e sem nada poder fazer. Mantêm contacto com a mãe, o pai nem quer saber.

Hoje, depois de uma tentativa frustrada de desintoxicação, há seis anos tentou uma segunda e ficou limpo. Acredita que é de vez, conseguiu abrigo na AMI do bairro. Tem onde dormir.

0 / 5. Votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este posto.

Partilhar este artigo