Avançar para o conteúdo

Métodos de depilação

Toda mulher sonha com uma pele lisa e sem pelos. Prova disso é a grande procura pelos inúmeros métodos de depilação disponíveis.

Preparação para a depilação

Para um resultado perfeito, é importante seguir algumas dicas:

  • Retirar as células mortas através de uma esfoliação
  • Depilar com a pele limpa. Isso evita infeções ou inchaços.
  • Use água quente ou faça a barba após o banho. O vapor aumenta a elasticidade da pele e amacia o cabelo. Cabelo molhado é mais fácil de barbear.
  • Aplique creme de barbear, mousse ou gel. Com os pelos molhados, o aparelho desliza mais facilmente sobre a pele e evita cortes.
  • A exposição ao sol é para evitar. O risco de manchar é quase certo.
  • Evite aplicar hidratantes depois, espere pelo menos uma hora. Podem entupir os poros, causar irritação e pelos encravados.

Depilar com Lâmina

É mais indicada para pessoas com poucos pelos. É a forma de depilação mais prática e rápida, mas os pelos voltam a crescer em poucos dias. Barbear também é a causa mais comum de pelos encravados, irritação e manchas em áreas como virilha e axilas.

Cremes depilatórios

Os cremes depilatórios têm um efeito superficial e dissolvem os pelos. O resultado é semelhante ao da lâmina. Eles pedem um teste para verificar se a pele aceita o produto químico, e as instruções do fabricante devem ser seguidas à risca no uso para evitar irritações. Veja dicas de depilação com lâmina.

Aparelhos eletrónicos

Permite a depilação desde a raiz, indicado para a região das pernas. Se tiver o aparelho, esse é um método prático e barato, mas que pode causar os famosos pelos encravados. Este método costuma ser doloroso.

Cera quente

Indicado para áreas menos sensíveis. Apesar de ser um método barato, é agressivo para a pele (além da temperatura nem sempre estar no nível certo).

Apresenta resultados duradouros. É prático e higiénico, mas pode causar irritação em áreas previamente depiladas.

A depilação com cera quente leva tempo. Pode descolorir peles muito sensíveis ou queimar a pele se o profissional que o aplica não for ágil o suficiente.

Depilação Definitiva

Para quem não quer se preocupar com isso é uma boa opção para solicitar a depilação permanente. As sessões são caras e não oferecem uma garantia total de que nunca mais voltará. É necessário consultar um dermatologista antes de realizar qualquer procedimento. Escolha o profissional mais adequado para te ajudar a escolher a técnica mais adequada para você.

Depilação a Laser

Para quem quer se livrar para sempre dos incómodos puxões de pelos, a alternativa é a depilação permanente a ‘laser’. Reduz os pelos e é menos evasiva, pois atua diretamente na raiz. É seguro porque não utiliza agulhas e é menos doloroso que outros métodos.

É realizado em locais especializados e feito em sessões para que os pelos sejam removidos gradativamente. É o método mais caro. Também é contraindicado para gestantes.

Luz Pulsada

A luz pulsada é muito semelhante ao laser com apenas algumas diferenças técnicas como o tipo de energia utilizada e como será aplicada. Mas o princípio da destruição dos pelos pela luz captada pela melanina é semelhante nas duas técnicas, com a diferença que a luz pulsada requer menos energia que o laser e também é menos eficaz.

Como o laser, a luz pulsada A depilação também pode causar queimaduras e manchas se usado de forma inadequada.

Depilação a laser em comparação com a depilação por luz pulsada


A depilação por luz intensa pulsada (IPL) é menos agressiva na remoção dos pelos e, dependendo do tipo de pele, na espessura do cabelo e na tonalidade dos fios, é possível ajustar a intensidade do espectro de luz. Por outro lado, o laser emite energia específica do cabelo, por isso não atinge a pele e energias mais altas e mais eficientes podem ser usadas para destruir o cabelo.

3.8 / 5. Votos: 13

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este posto.

Partilhar este artigo